Suframa participará do Salão de Duas Rodas

    0
    1469

    O evento, realizado em São Paulo, vai até o dia 24 de novembro e tem diversas atrações, dentre novidades das grandes marcas mundiais do setor e lançamentos que, até então, foram mantidos em sigilo para serem uma das atrações do maior evento de motocicletas da América Latina.

    Começou nesta segunda-feira (18), com um evento dedicado especificamente a autoridades e os grandes players do segmento de motocicletas, a edição 2019 do Salão de Duas Rodas promovido pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

    O evento, realizado em São Paulo, vai até o dia 24 de novembro e tem diversas atrações, dentre novidades das grandes marcas mundiais do setor e lançamentos que, até então, foram mantidos em sigilo para serem um dos chamarizes do maior evento de motocicletas da América Latina.

    A abertura contou, dentre outras autoridades, empresas e instituições, com a participação da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), representada pelo superintendente Alfredo Menezes, que, em seu discurso, lembrou que quase a totalidade da produção de motos do País concentra-se na Zona Franca de Manaus (ZFM) e afirmou que “o segmento de Duas Rodas do Polo Industrial de Manaus é o maior exemplo de verticalização. Praticamente 95% desta cadeia produtiva é verticalizada”.

    Menezes ainda fez uma relação direta entre a produção do PIM e a preservação da floresta amazônica. “Se quer preservar a floresta, mantenha a Zona Franca de Manaus, compre produtos com o selo Produzido no Polo Industrial de Manaus.

    O modelo Zona Franca, com apelo à tecnologia e inovação, é fonte de riqueza para a área amazônica e garante que o desenvolvimento e o meio ambiente possam andar lado a lado”.

    A participação da Autarquia no evento contará, ainda, com a presença de técnicos de diversas áreas no estande institucional cedido à Suframa pela Abraciclo, que reconhece a importância do trabalho da Autarquia na administração de incentivos fiscais que possibilitam a manutenção do polo de Duas Rodas na região, além de atrair mais players do segmento, sejam de bens finais, sejam componentistas, possibilitando a geração de emprego e renda no Brasil.