Aleam promove Sessão Especial em homenageia ao Dia do Pastor evangélico

63

Pastores, a Ordem dos Ministros Evangélicos do Amazonas (Omeam), e membros de várias denominações lotaram o Plenário Ruy Araújo, da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), no fim da manhã desta terça-feira (12), para participarem da Sessão Especial em homenagem ao Dia do Pastor. A solenidade foi proposta pelos deputados Carlos Alberto (PRB), Dr. Gomes (PRP) e Wanderley Dallas (SD). Os trabalhos foram dirigidos pelo deputado Belarmino Lins (PP).

Comemorado, anualmente no segundo domingo de junho, o Dia do Pastor oportuniza destacar o trabalho de líderes espirituais, pastores, evangelizadores, sendo homens e mulheres espalhados no Estado do Amazonas, que trabalham na busca de salvar o ser humano da perdição eterna. “Ser pastor é carregar a cruz maior do que as demais cruzes, sem esperar recompensa”, disse Dr. Gomes ressaltando que Deus antes de se comunicar com o povo fala com os pastores, homens a quem chamou para dar seu recado às nações. “Além de ganhador de almas, o pastor quando lida com seu rebanho faz o papel de médico, psicólogo, conselheiro, assistente social, advogado e outros”, completou.

Para o deputado Carlos Alberto se trata de uma homenagem justa a homens e mulheres que se dedicam a realizar o ide de Jesus a todas as criaturas, lhes proporcionando ajuda, ensinamento, orientação, fazendo com que as pessoas encontrem um novo caminho de paz, alegria, cura, libertação de vícios e de uma série de malefícios que lhes atingem a alma. “A solenidade é muito importante, pois se vê no papel do pastor a responsabilidade sacerdotal de proferir e fazer cumprir o mandamento de Cristo em pregar o Evangelho a todos os povos”, sintetizou.

O deputado Wanderley Dallas, que há 21 anos criou a lei municipal e há 6 anos a lei estadual estabelecendo o Dia do Pastor, lembrou que o trabalho de recuperação do homem pelo Estado e município tem um custo financeiro altíssimo, enquanto nas igrejas esse trabalho é desempenhado por amor a Deus. “Quando um pastor e uma pastora levam a palavra de Deus para um drogado, um bandido, assassino e há recuperação isso gera lucro para o poder público, porque é um problema a menos para as autoridades cuidar”, disse.

De acordo com o diretor de Comunicação da Aleam, pastor Braz Silva, dirigente da Comunidade Cristã Esperança Viva, do bairro Santa Luzia, zona Sul, a homenagem é um reconhecimento por um trabalho que é feito muitas vezes no anonimato. Segundo Braz, é até melhor quando “se trabalha diante dos olhos de Deus e um pouco longe dos olhos dos homens”.

A homenagem tem como foco o trabalho de dedicação, carinho, afeto realizado pelo pastor, aquele que cuida quando todo mundo abandona; aquele que segue o exemplo de Jesus, principalmente no gesto de amar e ter carinho. “Hoje estamos mostrando o lado bom daquele que cuida, reparte, aconselha, exorta; a sociedade precisa de bons pastores que vivam o evangelho e sigam de verdade o exemplo de cristo”, sintetizou.

Reconhecimento

Um aplaca foi entregue ao vice-presidente da Omeam, pastor Valter Nazaré Pereira. A entidade foi fundada no dia 27 de maio de 1986 como uma representação dos evangélicos que tem como principal objetivo promover de forma permanente a unidade entre os ministérios e o crescimento do evangelho no Amazonas onde está há 32 anos. “Estamos em lugares muito superiores ao que esperávamos; hoje pela glória de deus somos respeitados”, disse o reverendo.

Outros pastores de várias denominações evangélicas, como Assembleia de Deus, Batista, Universal do Reino de Deus e outras foram homenageados com diplomas de homenagem indicados pelos deputados Carlos Alberto, Dr. Gomes e Wanderley Dallas (SD).

Também participaram da Sessão a secretária de Estado da Pessoa com Deficiência, Vania Suely Silva, que representou o governador Amazonino Mendes; o secretário Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos, Dante Souza, que representou o prefeito de Manaus Artur Neto; o vereador João Luis Almeida da Silva, representou o presidente da Câmara Municipal de Manaus, Wilker Barreto;  o coordenador da Sociedade Bíblica do Brasil, reverendo pastor Antonio Crispim; o vice-presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Tradicional, Pastor Elenilson Lima dos Santos; membro da mesa diretora da convenção da Assembleia de Deus Tradicional,reverendo Nasson Lima Câmara; o representante do Conselho Nacional dos Pastores e Bispos do Brasil, reverendo pastor Sadi Caldas, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil , seccional Amazonas, Marco Aurélio Choio e o representante da Igreja Assembleia de Deus de Madureira, pastor Benedito Pinheiro.

Retirado de www.ale.am.gov.br

Compartilhar