Cientistas encontram fóssil de predador voador do tamanho de um avião

126

Os restos de um antigo predador voador que governou os céus há cerca de 70 milhões de anos foram descobertos na Mongólia, e os pesquisadores dizem que a espécie provavelmente se classificou entre os maiores desse tipo.

 

O fóssil descoberto pertence a um tipo de Pterossauro – um grupo de répteis voadores que viveram ao mesmo tempo que os dinossauros. Esses animais foram os primeiros vertebrados conhecidos a evoluir o poder do voo e são considerados os maiores animais voadores já vistos na Terra.

 

As espécies de Pterossauro desenterradas na Mongólia ainda não foram identificadas, mas com base no tamanho dos fragmentos de vértebras cervicais encontradas, o animal era enorme.

“Eu imediatamente reconheci que pode ser um Pterossauro e fiquei atônito com seu tamanho gigantesco“, disse o paleontólogo Takanobu Tsuihiji da Universidade de Tóquio. “Logo após o achado, voltamos ao local e descobrimos o resto do espécime“.

 

Embora seja difícil estimar o tamanho de um Pterossauro extinto apenas com base dos pedaços do pescoço, a equipe pensa que sua pegada teria sido comparável às duas maiores espécies que conhecemos: Quetzalcoatlus e Hatzegopteryx, que mediam aproximadamente 11 metros.

 

O especialista em Pterossauro, Mark Witton, disse que esse animal poderia ter sido menor do que seus parentes e que os ossos do pescoço encontrados eram desproporcionalmente maiores nessa espécie por algum motivo evolutivo desconhecido.

Resolver esse mistério exigirá que sejam encontrados mais fósseis, o que também poderia ajudar a esclarecer exatamente o que esses gigantes aéreos comiam. Os resultados são relatados no Journal of Vertebrate Paleontology.

[ Science Alert ] [ Foto: Reprodução / National Geographic ]

O post Cientistas encontram fóssil de predador voador do tamanho de um avião apareceu primeiro em Jornal Ciência.

Jornal Ciência

Compartilhar