FVS realiza ações preventivas e controle vetorial do Aedes aegypti, na Avenida do Samba, em Manaus

84

Com o objetivo de reforçar as ações preventivas contra o mosquito Aedes aegypti, durante o Carnaval, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) realiza, na quinta e sexta-feira (8 e 9/02), o controle vetorial do mosquito, na Avenida do Samba e no Centro de Convenções de Manaus (Sambódromo), na zona centro-oeste.

As ações, que serão executadas pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), contemplam aplicação de inseticida, por meio de equipamentos portáteis e motorizados e também de larvicida. A FVS também fará um trabalho de conscientização no Sambódromo, no sábado (10/02), ao levar para o desfile o bloco “Xô Mosquito”.

De acordo com o diretor presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, em todo lugar é importante reforçar sobre o perigo das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. “Portanto, vamos aproveitar a mobilização dos foliões para dar nosso recado. A verificação semanal em casa, no trabalho, é essencial para evitar criadouros do mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, chikungunya e zika”, alerta.

O chefe de Departamento de Vigilância Ambiental da FVS, Cristiano Fernandes, explica que a ideia é orientar público e foliões sobre boas práticas de descarte de lixo, e eliminação semanal de água parada. “A equipe estará realizando trabalho de educação em saúde, orientando as pessoas que estão utilizando estes espaços públicos, para os cuidados necessários para evitar o adoecimento em pleno Carnaval”, salienta.

Fernandes reforça que 80%  dos casos de notificação de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti no Amazonas ocorrerão de janeiro a maio, período caracterizado por intensas chuvas. “Qualquer espaço que possa acumular água serve de depósito para os criadouros e, portanto, é necessária a participação efetiva da população”, explica.

 

Bloco Xô Mosquito – O Bloco Xô Mosquito irá desfilar pela primeira vez no Carnaval de Manaus, às 19h do dia 10, na programação de abertura da noite de desfile. A missão é levar para a Avenida do Samba 1.200 brincantes, com muito samba no pé e alegria, para promover a prevenção da dengue, chikungunya, zika vírus e até a febre amarela, que também pode ser transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Com o refrão “Xô mosquito, xô, só pula Carnaval quem se cuidou”, o bloco pretende aumentar a adesão da população para não deixar água parada onde o mosquito possa se proliferar. Além da FVS, o bloco Xô Mosquito vai reunir servidores da Susam, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e das Secretarias Estadual e Municipal de Educação (Seduc e Semed), Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa). Durante o desfile do bloco, os servidores da FVS irão distribuir ventarolas com orientação para prevenção às doenças.

 

Dados parciais – Em janeiro de 2018, foram notificados no Amazonas 222 casos de dengue, sete de chikugunya e nenhum caso de zika e febre amarela.

Retirado de

Powered by WPeMatico

Compartilhar