Pais descobrem, acidentalmente, que filho recém-nascido declarado morto está vivo após 7 anos de sofrimento

96

Por: www.jornalciencia.com

Um casal de Volvograd, na Rússia, recentemente se reuniu com o filho que há sete anos acreditavam estar morto.

 

Os médicos que fizeram o parto da criança em 2011, informaram aos pais que era impossível que ela sobrevivesse uma única semana, de modo que, foram aconselhados a desistir do filho. No entanto, sete anos depois, por meio de uma revelação surpreendente resultante de um erro administrativo acidental, eles descobriam que a criança estava viva, segundo informações da Oddity Central.

Logo após ser informada que o filho não sobreviveria, a mãe, deprimida, concordou em assinar uma renúncia, entregando ao hospital o direito de realizar todos os cuidados. No entanto, cinco dias depois, os pais, cheios de culpa, retornaram ao hospital para recuperar o bebê e cuidá-lo pelo tempo que fosse possível. Foi-lhes dito que era tarde demais para reavê-lo, pois já estaria morto.

 

Após um período de luto, os pais seguiram em frente com suas vidas, até que, recentemente, a descoberta de que a criança ainda estava viva chocou a todos.

Aparentemente, se não fosse por um erro administrativo aleatório, eles provavelmente nunca teriam descoberto que a criança estava viva e vivendo em um orfanato em Volgograd. Em 2017, a Federal Bailiff Service (FSKP) recebeu um documento afirmando que o casal devia ao Estado cerca de 230.000 rublos (R$ 13.000) em contas não pagas referente a estadia de um menor em um orfanato local. Assim, seguindo o procedimento padrão do país, oficiais de justiça foram enviados ao endereço no registro para informar o casal sobre os dividendos. No entanto, o endereço era antigo, o que levou a FSKP a congelar suas contas bancárias.

 

A mulher só percebeu o problema quando foi tentar retirar dinheiro do banco. Ela foi informada de que sua conta havia sido bloqueada pelo Federal Bailiff Service e que devia visitá-los para receber uma explicação. Uma vez descoberto a causa do problema, e ver os documentos do orfanato, entrou em estado de choque.

Ficou claro que o casal tinha sido assegurado durante todo esse tempo que a criança estava morta“, disse um porta-voz do FSKP à RG.ru. “Os pais, tão inesperadamente conscientes da ‘ressurreição’ de seu bebê, apelaram imediatamente ao tribunal para a restauração dos direitos paternos e maternos”.

 

Assim, em novembro de 2017, um juiz concedeu a custódia total do menor aos seus pais biológicos, e só agora em fevereiro de 2018 a família foi reunida.

 

Os pais não informaram à imprensa se planejam processar o hospital ou os médicos.

[ Oddity Central ] [ Fotos: Reprodução / Oddity Central ]

O post Pais descobrem, acidentalmente, que filho recém-nascido declarado morto está vivo após 7 anos de sofrimento apareceu primeiro em Jornal Ciência.

Jornal Ciência

Compartilhar