Programação em reconhecimento ao Dia Internacional das Mulheres será realizado no Centro de Estudos Superiores de Tefé da UEA

53

Foto: Divulgação/UEA
Foto: Divulgação/UEA

Em busca de garantir uma formação cidadã dentro da ótica dos direitos humanos, da diversidade e da educação não sexista, a Universidade do Estado do Amazonas sediará o evento ‘8M, Nenhuma a Menos!’. A programação será realizada de 5 a 8 de março, sempre a partir das 8h, no Centro de Estudos Superiores de Tefé (CEST), localizado na Estrada do Bexiga, s/n, Jerusalém.

De acordo com uma das responsáveis pela programação, a professora e Doutora Rita de Cássia Fraga Machado, o evento procura atender os “pressupostos da Lei de Diretrizes e Bases (LDB) bem como em uma educação feminista anti-sexista”.

A programação inclui mostra de cinema com filmes e documentários sobre a temática e/ou diretoras mulheres, leitura de poemas, trechos de livros, estatísticas e músicas, caminhada no Dia Internacional da Mulher, palestras sobre os direitos das mulheres e direitos humanos, relacionamentos abusivos, mulheres e ciência entre outras. “Espera-se que todo o corpo docente participe das atividades e introduzam algum dos componentes da temática nas aulas durante a semana e incentivem os alunos a participarem do evento”, explicou Rita.

Durante a semana serão exibidos os filmes com as temáticas: Mulheres e Ciência: Filme indicado: Estrelas Além do Tempo e/ou Hanna Arendlt; Mulheres e a Conquista do Voto: Filme Indicado: As Sufragistas; Mulheres e Literatura: Filme Indicado: Para sempre Alice e/ou As Horas; Mulheres e Diversidade Sexual: Filme Indicado: Azul é a cor mais quente ou Flores Raras; Mulheres e Religião: Juana Inês e/ou Joana Papira.

Durante o dia 8 será exibido o documentário ‘Quem Matou Eloá?’. Já às 18h acontece a palestra ‘Direito Reprodutivo’, com a graduanda do Curso de Direito Nathalie Maia.

E para finalizar a programação, será realizada a caminhada: ‘Eu paro! 8 de Março’ com saída às 17h do Instituto Federal do Amazonas (IFAM), passando pela UEA até a Praça do Boto, onde haverá uma aula com o tema ‘Porque nenhuma a menos’. A coordenação do evento sugere que os participantes se vistam de preto com um laço lilás simbolizando a luta.

Retirado de

Powered by WPeMatico

Compartilhar