SEC entrega projeto de restauro do prédio histórico da Faculdade de Direito da Ufam

49

FOTO: BRUNO ZANARDO/SECOM
FOTO: BRUNO ZANARDO/SECOM

A Secretaria de Estado de Cultura (SEC) entregou, neste domingo (04/03), o projeto arquitetônico de reforma e restauro do prédio histórico da antiga faculdade de Direito, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), localizado na Praça dos Remédios, no Centro Histórico de Manaus. Segundo o secretário de Cultura, Denilson Novo, a ação é o primeiro item do termo de cooperação técnica firmado com a Universidade, que incluirá também a participação de alunos em programas de pesquisa na área de cultura.

De acordo com o vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva, a disponibilização do projeto encurta, em pelo menos, um ano a luta pela revitalização do prédio. O espaço está desativado desde 2012. “O Estado vai oferecer o projeto completo de sua restauração. De forma efetiva, esse ato de hoje da Secretaria de Cultura, do governo Amazonino Mendes, encurta o trabalho de restauração da Velha Jaqueira, que é um patrimônio do Amazonas, e uma bela página da história de Manaus”, disse.

O projeto de reforma e restauro foi entregue por Denilson Novo ao reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, na manhã deste domingo, durante  o “5º Café Sentimental à sombra da Jaqueira”, realizado pelo movimento “Salve a Velha Jaqueira”, que luta pela revitalização e reutilização do prédio histórico desde 2015.

Revitalização – De acordo com o secretário de Cultura, a doação do projeto de revitalização é o início de uma parceria que vai contribuir para o progresso das políticas públicas no Estado. “A SEC e a Ufam firmaram um termo de cooperação para juntar e somar as expertises para o melhor desenvolvimento da política pública cultural. Esse é só o início dessa caminhada. Ficamos felizes por fazer parte desse momento, de dar nova vida a esse prédio que formou tantas pessoas que contribuem para o progresso do Amazonas.  Em breve, teremos essa casa restaurada, bonita e pronta para atender a população”, comentou Denilson.

Um dos idealizadores do movimento pela recuperação da Faculdade de Direito, o advogado Júlio Antônio Lopes afirma que a parceria é fundamental. “Criamos esse movimento propositivo, colaborativo no sentido de ajudar a Universidade a restaurar esse prédio e preservar a memória. E a parceria da Secretaria de Cultura coroa esse momento, já que com o projeto em mãos estamos mais perto da tão sonhada restauração”, disse.

Recursos – A estimativa da Ufam é que o restauro custe algo em torno de R$ 5 milhões. “Estamos dando mais um importante passo para restaurar o antigo prédio da Faculdade de Direito. A partir do momento que recebemos o projeto, vamos para a etapa de consecução dos recursos necessários para viabilizar o restauro”, ressaltou o reitor da UFAM, Sylvio Puga.

A Universidade busca recursos junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O evento reuniu grandes lideranças do Estado como o presidente da OAB Amazonas, Marco Aurélio Choy; o escritor Gaetano Antonaccio; a magistrada Lúcia Viana; e o juiz Luís Cláudio Chaves.

Retirado de

Powered by WPeMatico

Compartilhar