Sofre com pés rachados? Dermatologista diz as causas e o que fazer para curar o problema!

184

Por: www.jornalciencia.com

Não é todo mundo que costuma dar a atenção que os pés necessitam. Logo, há por aí uma grande incidência de pés desidratados.

 

Esse tipo de problema ocorre pela quebra natural da pele desidratada que, diante das pressões sofridas no dia-a-dia, acaba cedendo. Em alguns casos, essas fissuras podem atingir camadas cutâneas mais profundas, causando dor e sangramento.

 

Embora na maioria dos casos as rachaduras sejam resultado de negligência, há também algumas causas patológicas relacionadas.

De acordo com a dermatologista Mayra Tosta Lima Clemente, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, por vezes, as rachaduras nos pés podem indicar problemas como hipotireoidismo e diabetes. A médica citou ainda alguns erros de cuidados que podem estar relacionados. Confira:

 

1 – Lixar os pés

Lixar os pés com frequência pode ser muito ruim para a pele. No processo há uma remoção das células mortas, o que provoca um efeito rebote no organismo, que compensa produzindo uma camada de pele ainda mais grossa e ressecada.

2 – Excesso de peso

Um dos “avisos” que nosso corpo nos dá quando estamos acima do peso é o ressecamento da pele. A pele do calcanhar, por exemplo, sofre com o aparecimento de fissuras, provocadas pela pressão exercida sobre a região no dia-a-dia, especialmente se a pessoa passa muito tempo em pé ou sobe e desce escadas com regularidade. Essa sobrecarrega de peso pressiona a base do corpo, deixando a pele da região mais frágil.

 

3 – Calçados abertos

O uso desmedido de chinelos e sandálias também pode provocar rachaduras na sola dos pés. Isso porque, esse tipo de calçado não absorve os impactos como os fechados o fazem, o que pode sobrecarregar o calcanhar. Isso, somado a desidratação da pele, provoca as fissuras.

4 – Diabetes

Pessoas com diabetes dever ter um cuidado maior com os pés. Isso porque elas possuem terminações nervosas menos sensíveis nestas regiões, de modo que dificilmente sentem dores no calcanhar.  

 

Assim, uma vez que o pé ressacado desenvolve fissuras, a pessoa não percebe. Isso pode ser especialmente preocupante quando consideramos um problema chamado “pé diabético”, que é causado por problemas de ordem circulatória, quando os índices glicêmicos não são controlados. Neste caso, o resultado é quase sempre a amputação.

 

5 – Psoríase

A psoríase, por outro lado, é uma condição cutânea causada por problemas no sistema imunológico. Trata-se de uma doença que não tem cura, na qual as células da pele se acumulam formando escamas e manchas secas que causam coceira.

 

A psoríase hiperceratósica, que é mais comum nos pés, tem como sintoma principal o aparecimento de lesões nos calcanhares. Isso porque, provoca uma hiperqueratinização (produção excessiva de queratina) na pele, causando fissuras extremamente dolorosas.

6 – Hipotireoidismo

O hipotireoidismo, que ocorre quando a glândula tireoide não produz hormônios tireoidianos suficientes, também pode ter como consequência as fissuras calcâneas. Essa alteração na pele ocorre por todo o corpo todo, inclusive dos pés, devido a problemas de circulação sanguínea, que é resultado de uma baixa função tireoidiana. Quando isso ocorre, as células da pele recebem apenas um quinto do suprimento normal de sangue, o que provoca a desidratação.

[ Diário de Biologia ] [ Fotos: Reprodução / Diário de Biologia ]

O post Sofre com pés rachados? Dermatologista diz as causas e o que fazer para curar o problema! apareceu primeiro em Jornal Ciência.

Jornal Ciência

Compartilhar