A maioria das pessoas não cuida do fígado da forma que ele merece. Consequentemente, no decorrer da vida, ele apresenta feridas e sinais de que as coisas não andam muito bem. No entanto, existem certos alimentos que podem ajudar a restaurar seu fígado e a melhorar sua saúde.

alho-alimento-bom-para-figado

Alho

De acordo com o Huffington Post, o alho ativa enzimas em seu fígado que podem eliminar as toxinas. Também possui níveis elevados de compostos naturais e de selênio, o que ajuda na limpeza do fígado. Além disso, o alho também contém arginina.

figado-cafe

Café

De acordo com a WebMD, o café também tem propriedades que podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver doença hepática, embora os pesquisadores não saibam explicar ao certo o porquê. Um estudo descobriu que tomar duas xícaras de café por dia reduz em 44 por cento as chances de desenvolver doença hepática. No entanto, apesar dos seus efeitos positivos sobre, os especialistas insistem em que só o café não pode reverter todos os efeitos causados pelo álcool no passado.

beneficios-abacate-figado

Abacate

Pesquisas mostram que o abacate é benéfico para o fígado. Ele contém um antioxidante chamado glutationa, que é responsável por filtrar substâncias nocivas ao fígado e proteger as células de possíveis danos.

curcuma-para-o-figado

Cúrcuma

A especiaria também é muito boa para o fígado. De acordo com a Livestrong, a cúrcuma pode ajudar a reduzir a quantidade de danos de radicais livres no fígado – moléculas altamente instáveis. Além disso, The Huffington Post relatou que a cúrcuma ajuda nosso corpo a digerir gorduras e a criar a bile, substância que desintoxica o fígado naturalmente.

toranja_suco-bom-para-figado

Toranja

A toranja pode ajudar a prevenir danos ao fígado. De acordo com o The Huffington Post, os altos níveis de vitamina C e propriedades antioxidantes da toranja, eliminam as toxinas e protegem as células. Um estudo realizado em 2006 descobriu que um extrato da toranja chamado naringenina pode ativar os produtos químicos responsáveis pela oxidação dos ácidos graxos. A longo prazo, isso pode ajudar a prevenir doenças como a gordura hepática.

[ Medical Daily ] [ Fotos: Reprodução / Medical Daily ]

Jornal Ciência

Compartilhar